Arquivo da tag: preconceito

A linha tênue entre o preconceito e a história nacional


Lendo um pouco sobre os primórdios do desenvolvimento brasileiro, constatei que há uma linha tênue entre o preconceito e a história nacional. No Brasil colonial, existia o princípio da pureza de sangue. O objetivo desse indecoroso postulado era segregar divergentes categorias sociais. Abolido em 1773, perdurou na mente dos mais conservadores, propagando-se por gerações.

O preconceito só será erradicado quando conseguirmos aniquilar esta disseminação histórica. Uma tradição irracional marcada pela exclusão, humilhação, impiedade e desonra.

Em síntese, o respeito ao próximo necessita ser uma atitude cotidiana.

“Triste época! É mais fácil desintegrar um átomo do que um preconceito.” - Albert Einstein

Sobre estes anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Refletindo

Papo Sério 010 – Neonazismo, um retrocesso tenebroso


Racismo, etnocentrismo, xenofobismo, singularidade cultural, intolerância, características conceituadoras do neonazismo. Albert Einstein foi categórico: “Triste época! É mais fácil desintegrar um átomo do que um preconceito”. Nos últimos dias, percebe-se um acentuado crescimento dos números de casos relacionados à antepaixão. Estaríamos enclausurados em um retrocesso tenebroso?

Organizações racistas marcadas pelo irracionalismo exacerbado. Grupos fixados em distintas regiões, mas com ideologias análogas, cruéis, perversas. Tendo como objetivo principal disseminar a maledicência, seres truculentos seguem os caminhos de Adolf Hitler, preconizando ações desumanas, atos catastróficos.

Gerd Stüwe, cientista social e professor da Universidade de Frankfurt, afirmou que o temor de perder espaço e ter seu habitat invadido faz com que indivíduos inseguros usem a agressão como forma de autoproteção. Por sua vez, Marcia Regina Costa, doutora em Ciências Sociais, enfatizou que o narcisismo, culto ao corpo, é corriqueiro entre os membros das facções preconceituosas.

Em um holocausto contemporâneo, existências são aniquiladas, almas exterminadas, vidas molestadas. Discursando, Martin Luther King disse: “O que me preocupa não é o grito dos maus. É o silêncio dos bons”. Portanto, para combater tamanha atrocidade, a ação da população torna-se indispensável. Deve-se deixar de lado a omissão.

Deixe um comentário

Arquivado em Papo Sério

A história de Nelson Mandela contada de uma maneira bastante criativa


Ontem, 18, Nelson Mandela completou incríveis 94 anos. O africano foi símbolo da luta contra o “Apartheid”, sistema segregador presente na África do Sul. Batalhou contra o preconceito, venceu e tornou-se presidente da nação.

Em seu aniversário, o “Centre of Memory” o homenageou de uma maneira bastante criativa. Assista ao vídeo e tire as suas próprias conclusões.

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias

Papo Sério 002 – Preconceito, sinônimo de covardia e irracionalidade


Devastador, cruel e símbolo de uma ignorância sem precedentes. Assim como um ladrão rouba os objetos mais valiosos de um lar, o preconceito furta a alma e destrói a vida de milhares de pessoas todos os dias.

Segundo pesquisa do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais, o preconceito atinge 99.3% do ambiente escolar no Brasil. Um dado vergonhoso, assombroso. A prática é extremamente disseminada em um local onde a educação e cidadania deveriam ser prioridade.

Assim como no extinto “Apartheid”, na África do Sul, a sociedade contemporânea tem segregado pessoas. Humilhações, xingamentos, agressões, algumas das características de um ato brutal e desumano. Estudos da Universidade de Yale revelaram que 90% das vítimas do pré-julgamento tem problemas psicológicos. Em sua maioria, irreversíveis.

O preconceito fere o artigo 3°, cláusula IV, da Constituição brasileira. Nele, consta que o objetivo fundamental da nação é promover o bem de todos, sem nenhuma forma de antepaixão, seja racial, linguística ou religiosa.

Sinônimo de covardia e irracionalidade, o preconceito deve ser erradicado o mais rápido possível. O governo precisa criar programas que conscientizem a população. As pessoas necessitam deixar de priorizar a cor da pele ou origem dos indivíduos e acalentar o caráter dos seres humanos.

Deixe um comentário

Arquivado em Papo Sério

A justiça foi feita: Estudante Mayara Petruso é condenada por preconceito


Infelizmente, vivemos em um país extremamente racista. A segregação no Brasil não foi imposta por leis, como aconteceu nos Estados Unidos e África do Sul, mas o preconceito na nação do futebol é cruel, exorbitante e vergonhoso. A cor da pele ou até mesmo a origem fazem parte de um pré-julgamento sem precedentes.

Com tantas “humilhações”, já era hora da justiça ser feita. Em 2010, a estudante de direito Mayara Petruso publicou no Twitter mensagens nefastas, discriminando os nordestinos. “Nordestisto não é gente. Faça um favor a SP: mate um nordestino afogado”, disse a moça na rede social.

Depois de quase 2 anos, ela foi finalmente condenada a 1 ano, 5 meses e 15 dias de reclusão. A pena foi convertida em prestação de serviço comunitário e pagamento de multa. Parece pouco, mas é um grande começo. Um iniciativa como esta faz com que as pessoas abram os olhos e deixem de lado todo tipo de antepaixão.

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized